SIM, DEUS TEM PRAZER NA MORTE DOS SANTOS.

Mamãe Ruth de Oliveira Rocha. Ensinadora com excelênciaPreciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos.” Salmos 116:15

Em tempos de fim de mundo, onde a existência de santos é mais que necessária, o salmista afirma tacitamente que a morte dos santos é algo precioso para Deus.

Em princípio pode-se até questionar a sanidade desta afirmação. Mas ela se explica em si mesma se lermos com atenção. A morte que é preciosa ao Senhor, não é a morte de qualquer santo, mas sim a morte dos SEUS santos. Deus só se agrada da morte daqueles santos que lhes pertencem.

Mas por quê?

Um dos significados de “santo” é útil. Isso mesmo, útil. Sabendo disso, mais estranha fica a afirmação de que Deus se agrada com a morte daqueles que lhe são úteis. Mas é assim mesmo, e isso parece ter uma explicação lógica.

Jesus Cristo, o maior de todos os santos, o filho de Deus, o salvador, o mediador, o único, morreu em uma cruz. Além de ser filho de Deus, santo por natureza, conquistou a santidade por meio da obediência ao seu Deus – “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filipenses 2:8.

Obedecer ao “… ide ensinai…” ou “… pregar o evangelho ensinando …” é sem dúvida o ministério que Ruth de Oliveira Rocha abraçou. Ela e papai, pastor Geraldo Dias da Rocha, são educadores por natureza, por vocação e por excelência. Ninguém que cruzou sua vida com a deles pode negar este fato. Eles SÃO ensinadores.

Ai a alegria do Senhor em ver seus ÚTEIS filhos morrerem: quando se ensina, se ensina a ensinar; ensina-se a ser professor de vida, ensina-se a viver e acima de tudo, ensina-se que o trabalho de ensinar não pode ser interrompido com a “morte” do ensinador. Aprendemos isso com Jesus, o mestre dos mestres, o ensinador de ensinadores. Ele “morreu” mas deixou um ensino a ser ensinado por seu seguidores.

Deus sentiu um imenso prazer na morte de mamãe Ruth. SEU prazer foi o de ver, que logo após o falecimento de seu corpo, aquilo que ela nos ensinara já estava sendo posto em prática. Cânticos, adoração a Deus, a visita ao hospital que não parou – e não vai parar – , os projetos com madeira da Moriarte, entre tantos outros ensinos… tudo vai continuar.

Deus sente prazer na morte de seus santos por que no caminho de ensinar eles se esvaziam de si mesmos, se oferecem como néctar a ser bebido pelos que apreciam seus ensinos. E depois de serem sorvidos como um néctar eterno por nós, alunos, discípulos e filhos, eles nos deixam e seguem com Jesus e ficam ao lado do Senhor nos observando.

Paulo diz que “E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós.Filipenses 2:17.

Que este seja nosso entendimento quanto a morte física de mamãe Ruth: Ela se esvaziou e nos ofereceu tudo que tinha, TUDO, até o último dia de vida aqui na terra.

AGORA, TEMOS DE POR EM PRÁTICA O QUE ELA NOS ENSINOU.

Mais de Deus para todos que crêem na VIDA eterna.

Alexandre, filho de Ruth.

About these ads
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para SIM, DEUS TEM PRAZER NA MORTE DOS SANTOS.

  1. A morte é nada mais um veiculo se chegar a DEUS sempre falo a respeito isso tranquiliza alguns familiares que conforme eu já fui beira da morte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s